sábado, 31 de dezembro de 2011

Aviso Urgente

Para iniciarmos o Ano Novo estaremos fazendo algumas alterações no nosso site e reorganizando o servidor!!
Por conta disso nesse fim de semana não estaremos transmitindo a nossa programação! 

Voltaremos na 1ª semana do ano, com força total!!


Desejamos a todos, um Novo Ano repleto de alegrias, paz e realizações!
Equipe Rádio Nossos Passos

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

50 anos Amélia Rodrigues

Amélia Rodrigues comemora seu 50 anos com grande estilo!
A ordenação presbiterial de José Augusto e Frei Luciano, as 17hs na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Lapa!!
As 20hs acontecerá o show de Cantores de Deus!!!
Chame seus amigos e sua família e participe dessa grande festa!!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

terça-feira, 29 de novembro de 2011

POR QUE OS JOVENS ABANDONAM A IGREJA?

Um livro tenta entender as razões

Pe. John Flynn, LC
ROMA, segunda-feira, 28 de novembro de 2011 (ZENIT.org) - É sabido que muitos jovens deixam de ser frequentadores ativos da Igreja.
O livro You Lost Me: Why Young Christians are Leaving the Church... and Rethinking Faith [“Fui! - Por que jovens cristãos estão abandonando a Igreja... e repensando a fé”], da Baker Books, analisa uma vasta pesquisa estatística do Grupo Barna para descobrir quais são as razões que levam os jovens para longe da Igreja.
Os autores David Kinnaman e Aly Hawkins analisaram uma enorme gama de estatísticas e apontaram três realidades particularmente importantes sobre a situação dos jovens.
1. As igrejas têm um envolvimento ativo com os adolescentes, mas depois da crisma, muitos deles param de ir à igreja. Poucos se tornam adulto seguidores de Cristo.
2. As razões pelas quais as pessoas abandonam a Igreja são diversificadas: é importante não generalizar sobre as novas gerações.
3. As igrejas têm dificuldade para formar a próxima geração a seguir a Cristo por causa de uma cultura em constante mudança.
Kinnaman explicou que não se trata de uma diferença de gerações. Não é verdade que os adolescentes de hoje sejam menos ativos na Igreja do que os de épocas anteriores. Aliás, quatro em cada cinco adolescentes na América do Norte, por exemplo, ainda passam parte da infância ou da adolescência numa congregação cristã ou numa paróquia. O que acontece é que a formação que eles recebem não é profunda o suficiente, e desaparece quando os jovens chegam à casa dos 20 anos de idade.
Para católicos e protestantes, a faixa etária dos vinte é a de menos compromisso cristão, independentemente da experiência religiosa vivida.
O principal problema é o da relação com a Igreja. Não necessariamente os jovens perdem a fé em Cristo; o que eles abandonam é a participação institucional.
Um fator importante que influencia a juventude é o contexto cultural em que ela vive. Nenhuma outra geração de cristãos, disse Kinnaman, sofreu transformações culturais tão profundas e rápidas.
Nas últimas décadas houve grandes mudanças na mídia, na tecnologia, na sexualidade e na economia. Isto levou a um grau muito maior de transitoriedade, complexidade e incerteza na sociedade.
Kinnaman usa ​​três conceitos para descrever a evolução dessas mudanças: acesso, alienação e autoridade.
Em relação ao acesso, ele salienta que o surgimento do mundo digital revolucionou a forma como os jovens se comunicam entre si e obtêm informações, o que gerou mudanças significativas na forma de se relacionarem, trabalharem e pensarem.
Há nisso um lado positivo, porque a internet e as ferramentas digitais abriram imensas oportunidades para difundir a mensagem cristã. No entanto, também há mais acesso a outros pontos de vista e outros valores culturais, mas com redução da capacidade de avaliação crítica.
Sobre a alienação, Kinnaman observa que muitos adolescentes e jovens adultos sofrem de isolamento em suas próprias famílias, comunidades e instituições. O elevado índice de separações, divórcios e nascimentos fora do casamento significa que um número crescente de pessoas crescem em contextos não-tradicionais, ou seja, onde a estrutura familiar é carente.
De acordo com Kinnaman, muitas igrejas não têm soluções pastorais para ajudar efetivamente aqueles que não seguem a rota tradicional rumo à vida adulta.
Além disso, muitos jovens adultos são céticos quanto às instituições que moldaram a sociedade no passado. Este ceticismo se transforma em desconfiança na autoridade.
A tendência ao pluralismo e à polêmica entre idéias conflitantes tem precedência sobre a aceitação das Escrituras e das normas morais.
Kinnaman observa que a tensão entre fé e cultura e um intenso debate também podem ter um resultado positivo, mas requerem novas abordagens pelas igrejas.
Ao analisar as causas do afastamento dos jovens das igrejas, Kinnaman admite que esperava encontrar uma ou duas razões principais, mas descobriu uma grande variedade de frustrações que levam as pessoas a esse abandono.
Alguns vêem a igreja como um obstáculo à criatividade e à auto-expressão. Outros se cansam de ensinamentos superficiais e da repetição de lugares-comuns.
Os mais intelectuais percebem uma incompatibilidade entre fé e ciência.
Por último, mas não menos importante, tem-se a percepção de que a Igreja impõe regras repressivas quanto à moralidade sexual. Além disso, as tendências atuais a enfatizar a tolerância e a aceitação de outras opiniões e valores colidem com a afirmação do cristianismo de possuir verdades universais.
Outros jovens cristãos dizem que sua igreja não permite que eles expressem dúvidas, e que as eventuais respostas a essas dúvidas não são convincentes.
Kinnaman também descobriu que, em muitos casos, as igrejas não conseguem educar os jovens em profundidade suficiente. Uma fé superficial deixa adolescentes e jovens adultos com uma lista de crenças vagas e uma desconexão entre a fé e a vida diária. Como resultado, muitos jovens consideram o cristianismo chato e irrelevante.
No final do livro, Kinnaman fornece recomendações para conter a perda de tantos jovens. É necessária, segundo ele, uma mudança na maneira como as gerações mais velhas encaram as gerações mais jovens.
Kinnaman pede ainda a redescoberta do conceito teológico de vocação, para se promover nos jovens uma consideração mais profunda sobre o que Deus quer deles.
Finalmente, o autor destaca a necessidade de enfatizar mais a sabedoria do que a informação. "A sabedoria significa a capacidade de se relacionar bem com Deus, com os outros e com a cultura".

“Quero anunciar para o mundo ouvir, que Jesus é nosso Salvador!!”


O desejo de ir mais além, de Evangelizar sem fronteiras, fez com que os membros da Pascom da nossa paróquia buscassem novas formas de evangelizar. Assim, no dia 26 de novembro de 2010, entrava no ar a Web Rádio Nossos Passos, com programas de catequese, liturgia diária, e informações sobre nossa igreja a nível paroquial, arquidiocesano e nacional, além de uma programação musical diversificada, divulgando o trabalho de artistas católicos de todo o Brasil. Completamos o nosso primeiro ano, um ano muito difícil, afinal tudo era novidade! Diversos testes, muitas preocupações, mas também muita oração para que tudo desse certo. E nesse mês de aniversário trazemos muitas novidades: novo site, nova programação, novos colaboradores! Tudo pensando em você ouvinte, em você paroquiano! Continuem conosco, colaborando para a divulgação do amor de Deus que é sem limites, assim como nossas fronteiras!!

Bote Fé Feira!!

A preparação para o Bote Fé Feira continua!!
Venha participar você também!!


segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Festa de Senhor dos Passos

Nossa equipe durante a Festa de Senhor dos Passos 2011!!


Bote Fé Feira!!

“Tome a sua cruz e me siga!” Esse é o pedido que Jesus nos faz, e eis que nossa juventude vive esse momento. Inspirado em eventos ocorridos no Domingo de Ramos que reuniam jovens de todo mundo, o Papa João Paulo II estabelece a Jornada Mundial da Juventude, uma semana de ventos da igreja católica para os jovens e com os jovens, como um evento anual e um meio para alcançar a nova geração de católicos e propagar os ensinamentos da Igreja. E eis que em 2013, viverá um momento tão esperado pelos jovens brasileiros, a Jornada Mundial da Juventude acontece no Rio de Janeiro. A preparação no Brasil começou quando no dia 18 de setembro a Arquidiocese de São Paulo acolheu com uma grande festa a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora, que percorrerá todo o nosso território até julho de 2013, quando acontece a JMJ no Rio. Nossa Arquidiocese já está mobilizada para a realização do Bote Fé Feira, que é o evento que marca a passagem da Cruz e Ícone por cada diocese. No mês de dezembro nos dias 22 a 24, receberemos na nossa cidade esses dois símbolos da JMJ e contamos com a participação de todos, sobretudo os jovens de idade e de espírito, para que com nossa alegria e determinação característica, mostremos a nossa força jovem. Acompanhe todas as conquistas e acontecimentos pelo blog: http://botefe-feira.blogspot.com/.

domingo, 30 de outubro de 2011

Acontece


É festa

A Rádio Nossos Passos está em festa!!

No dia 26 de novembro comemoramos 1 ano que estamos NO AR!!
Teremos muitas novidades!! Programação nova, locutores novos, promoções!!
Fique de olho e ouvidos bem aberto!

Evangelizar Sem Fronteiras!!